jusbrasil.com.br
20 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região TRT-7 - Recurso Ordinário: RO 0000281-60.2011.5.07.0030 CE 0000281-6020115070030

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
Primeira Turma
Partes
LOURIVAL SILVA DE ANDRADE, ENESA ENGENHARIA S.A
Publicação
30/04/2012 DEJT
Julgamento
18 de Abril de 2012
Relator
DULCINA DE HOLANDA PALHANO
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

HORAS EXTRAS. DIFERENÇAS. ÔNUS DA PROVA. EMPREGADO.

Não comprovando o autor, ônus que lhe competia a teor do art. 333, inciso I, do CPC, o pagamento incorreto das horas extras, a sentença deve ser mantida.

Decisão

por unanimidade, conhecer do recurso para, no mérito, dar-lhe parcial provimento no sentido de acrescer à condenação o valor de R$2.167,88 (dois mil cento e sessenta e sete reais e oitenta e oito centavos), descontados indevidamente do autor.
Disponível em: https://trt-7.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/21583198/recurso-ordinario-ro-2816020115070030-ce-0000281-6020115070030-trt-7

Informações relacionadas

Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região
Jurisprudênciahá 7 meses

Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região TRT-2: 1000008-85.2018.5.02.0312 SP

Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região
Jurisprudênciahá 11 anos

Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região TRT-5 - RECURSO ORDINARIO: RECORD 0095700-35.2009.5.05.0030 BA 0095700-35.2009.5.05.0030

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 11 anos

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO DE REVISTA: RR 219900-65.2005.5.02.0442 219900-65.2005.5.02.0442