jusbrasil.com.br
18 de Janeiro de 2022
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região TRT-7 - RECURSO ORDINÁRIO : RO 0001471-69.2016.5.07.0002

Detalhes da Jurisprudência
Partes
POLO ATIVO: INARA ALVES TEIXEIRA, POLO PASSIVO: ZARA HOME BRASIL PRODUTOS PARA O LAR LTDA
Publicação
29/10/2018
Julgamento
29 de Outubro de 2018
Relator
CLÓVIS VALENÇA ALVES FILHO
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

HORAS EXTRAS. CONTRACHEQUES ATESTATIVOS DO PAGAMENTO. INEXISTÊNCIA DE PROVA EM CONTRÁRIO

- Incumbindo à reclamante/recorrente o ônus de comprovar que os valores deferidos a título de horas extras não remunerariam, corretamente, o sobrelabor consignado nos cartões de ponto, e de tal não se tendo desvencilhado, de se indeferir o pleito respectivo. DIFERENÇAS RESCISÓRIAS. BASE DE CÁLCULO - Constatada a correção da base de cálculo adotada para o pagamento das verbas rescisórias, à exceção do saldo de salário, impõe-se o deferimento da pugna inicial, mas, tão-somente, quanto à diferença relativa a tal rubrica.

Decisão

Acrescenta, ademais, que, as verbas rescisórias não teriam adotado como base calculatória o importe de R$1.773,36, conforme constaria de sua CTPS, mas, tão-somente, o valor de R$898,88, quantia jamais por ela percebida, pelo que entende devidas as diferenças respectivas.
Disponível em: https://trt-7.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/643977336/recurso-ordinario-ro-14716920165070002